A Colômbia por um colombiano

 

 

Entrevista com um colombiano, 

Hoje começamos um novo quadro do 1aviagem.com que é apresentar o país pelo ponto de vista de um nativo. iniciando com a Colômbia.

Entrevistamos o Felipe Rivera, amigo meu. Nós nos conhecemos na pós-graduação em Brasília. Ele veio ao Brasil para estudar. Aliás, aprendeu muito rápido a falar português, melhor até que alguns brasileiros! (No início da pós, ainda me lembro de uma aula com vetores em que tivemos de substituir XYZ por ABC para facilitar a compreensão do grupo pois por um lado falávamos: “xis, ípslon, zê” e ele respondia: ” equis, i grega, zeta”. Então a solução foi mudar os vetores para A,B,C e pronto, conseguimos colocar os valores no gráfico e deu tudo certo.

Mas com sua perseverança ele aprendeu muito do português só por conta desta pós-graduação! Foi um incentivo e tanto hein?!

Sem mais delongas vamos à entrevista Propriamente dita.

Rômulo: – Felipe, onde vc nasceu? (Não vale dizer “na Colômbia!”) 😀
Felipe: – Nasci na cidade do Estado de Boyacá que se chama Sogamoso. (200 km de Bogotá)
– O que vc mais gosta no seu país?
O que eu mais gosto é a amabilidade das pessoas, as paisagens das montanhas nas cordilheiras e nos rios…
– Então o que vc recomendaria a um turista fazer na Colômbia?
– O turista tem de tudo para fazer. Se gosta do litoral vai ao Parque Tayrona, Barú ou à San Andrés, Cartagena. Se gosta de povos coloniais pode ir em Villa de Leyva ou Barichara. Se gosta de natureza pode ir en Florencia (Caquetá) na reserva natural de Tiribiquete. Entre outras coisas.
– O que vc mudaria em seu país se pudesse?
– Ah, Mudaria muita coisa, mas principalmente a cultura dos países do terceiro mundo onde o pessoal se acha “esperto” em quebrar as regras.
– Verdade, e colocou bem, no terceiro mundo… Aqui no Brasil é conhecido como o “jeitinho brasileiro, ou lei de Gérson” (de sempre levar vantagem em tudo). Mas se observarmos bem isso está mudando. Com fé, e cada um fazendo a sua parte, a gente consegue mudar isso.
-Ah, pergunta extra. O que aconteceu com a bicicleta motorizada que você usava para ir à pós-Graduação?
– Eu vendi e comprei uma sem motor! Atualmente saio de bike todo final de semana.
– Ah, bicicleta é sempre bom! Eu tô querendo fazer a mesma coisa, mas deixa terminar a mudança primeiro. E no mais, está tudo bem?
– Tudo certo. Trabalhando forte e gostando do que faço!
– Certo! Muito obrigado pela entrevista.
– De nada cara.
– E que as coisas continuem bem! Se mudar que seja para melhor.
– Valeu. Sucesso para você também.

 

Aqui terminamos nossa entrevista com o Felipe.

Se você quiser saber mais sobre a Colômbia acesse nosso post em:

https://1aviagem.com/2018/06/28/e-sobre-a-colombia-o-que-podemos-contar/

Abraço, e até a próxima.

 

Deixe aqui seu comentário