Ir à Kuala Lumpur e não visitar as Petronas Towers é como ir ao Rio de Janeiro e não visitar o Cristo Redentor, ou à Paris e não ir a Torre Eiffel. Então vou falar um pouco mais sobre este cartão postal da Malásia.

Como chegar:

A maneira mais fácil de se chegar à Petronas Towers é pelo metrô. É possível descer na estação KLCC Station que fica no pé de uma das duas torres. (E o metrô fala em malaio e inglês, além de mostrar o letreiro da estação. Então é fácil de chegar. Outra forma é chegar de ônibus ou de táxi (ou Uber).

Estação KLCC

A recomendação que faço é comprar o ingresso antecipado. no site da própria Petronas Towers aqui. E o motivo é simples, há um limite de ingressos a venda e se você deixar para comprar na hora pode não haver mais disponível naquele dia, ou só ter disponível em outro horário. Então se você comprar o ingresso antecipado facilita o seu planejamento.

O ticket dá acesso a skybridge, que fica a 170 metros do chão. (Menos da metade do tamanho do prédio. A vista daí já é bem impressionante. Ela é fechada, apesar de ter muito vidro para todos os lados devido ao desenho futurista. Após isso você volta ao elevador para chegar no andar 86. a aproximadamente 450m do chão, ou exatos 451,9 metros, no andar 86. Toda essa exatidão se dá pelo prédio já ter sido o maior do mundo, quando foi construído e durante alguns anos. Hoje não está mais nem entre os 10 maiores. Lembrando que o maior do mundo atualmente é o Burj Khalifa  com 828 metros (quase o dobro).

Mas vamos falar do que interessa. A vista do octagésimo sexto andar. (andar 86) é bem impressionante! dá para ver toda a cidade. Se você pegar o entardecer terá uma vista fantástica. E se for à noite vai poder ver a lua mais de perto hehe. A cidade a noite tem seu charme, mas as luzes do próprio prédio atrapalham um pouco a vista. Como curiosidade digo que o Petronas é como se fosse uma “Petrobrás” da Malásia. Sim ela é uma empresa petroleira. A forma do edifício é um grande M que significa Malásia. A Skybridge (ponte do meio) simboliza a ponte que liga o passado com o futuro do país, aliás o designe é futurístico. E é gigante para demonstrar a importância e o orgulho da Malásia no mundo.

E o que mais?

Na volta e saída do elevador tem um shopping para compras, inclusive com um lego da Petronas, chaveiros, souvenir, etc.

Na frente das torres gêmeas há uma praça que tem um show de águas gratuito por volta de umas 20:00h Assim, vale a pena subir de dia e sair antes da noite para andar pelos arredores. A praça e o show de águas compensam a caminhada.

Sugestão óbvia, mas importante de lembrar. Se você tem medo de altura, compensa chegar no local e não subir, mas ver a pracinha com jardim e com a Petronas Towers ao fundo.

Além disso tem o Aquaria KLCC (mesma estação) que também vale a pena visitar, fica a uns 500 metros da Petronas Towers e faz parte da recuperação e educação ambiental da empresa com o foco na vida marinha, especialmente aquela próxima aos poços de petróleo. E também inclui outras espécies relacionadas à região. É como se fosse para despertar as pessoas para a consciência ambiental. Essa corujinha aí no ombro (da foto) está lá esperando sua visita. Detalhe, é uma coruja das neves que é uma espécia que habita as tundras, ela tem até o bico coberto por uma penugem.

Vou ficando por aqui e até o próximo post.

E como última dica para um marinheiro de primeira viagem na Malásia que vai se deslocar dentro dela ou para um país vizinho  deixo o link da Bookaway em que é bem simples e fácil agendar uma viagem online.

Observação, é possível mudar o idioma dela clicando na bandeirinha.

https://bookaway2.go2cloud.org/SH5

Para mais posts clique no mapa múndi abaixo.

AFRICA ASIA EUROPE NORTHAMERICA OCEANIA SOUTHAMERICA
Anúncios