Primeira viagem à Áustria – O país que revolucionou o mundo – Viena

Aproveitando a quarentena (em virtude do COVID-19) para atualizar o blog. Lembre-se, se for sair use máscara, se puder se vacine e obedeça as normas de saúde.

Dito isso vamos visitar a Áustria?

Curiosidade

A primeira coisa que se deve ter em mente é que na Áustria o idioma principal é o alemão. Mas para nossa sorte em pontos turísticos é possível encontrar instruções ou ser recebido em diversos idiomas diferentes. Neste caso o inglês também é bem vindo. Quando estive por lá a comunicação em inglês fluiu normalmente e sem maiores problemas.

O impacto da cultura austríaca no mundo

Já na chegada ao aeroporto internacional de Viena é possível perceber o monumento feito em agradecimento ao Reino Unido por um movimento que salvou diversas crianças durante a época do nazismo alemão. O Reino Unido recebeu cerca de 10.000 crianças, na sua maioria judias e lhes deu uma nova vida em solo britânico. Abaixo faço uma tradução livre da placa do monumento que mostra uma criança sentada sobre sua mala aguardando o resgate.

Monumento às crianças salvas

Transcrição da placa:

“For the Child – – Pelas Crianças – Vienna
por Flor Kent

Dedicado ao povo britânico com a mais profunda gratidão.
Você salvou a vida de 10.000 crianças judias e também não judias que escaparam da perseguição nazista na Grã-Bretanha entre 1930 e 1939, o chamado
‘Kindertransporten’
para a maioria das crianças sua jornada começou no Westbahnhof de Viena. ‘Quem salva uma única vida humana
é como se tivesse salvado toda a humanidade”.

Um ditador que manchou o mundo

Já que começamos a falar sobre o nazismo, sabemos quem foi sua principal figura né?! O Adolf Hittler.

Agora o que muitos não sabem é que Adolf Hitler nasceu na Áustria, portanto era austríaco. Ele forçou a barra para criar sua cidadania Alemã. Foi servindo o exército alemão que ele adquiriu a cidadania Alemã. Posteriormente ele se dizia nacionalista, mas veja bem que durante a segunda guerra mundial anexou a Áustria à Alemanha. logo se vê que não era tão nacionalista como em seus discursos.

Uma terra de grandes músicos

Falando agora dos impactos culturais a Áustria é um berço de bons compositores e músicos. Vou destacar aqui dois grandes nomes que você provavelmente já ouviu falar. Strauss e Mozart

Johann Strauss

Também conhecido como o “rei da valsa” criou mais de 500 composições. Como curiosidade cito que seu pai tentou dissuadi-lo da música, mas quando se tem um dom não se deve escondê-lo, mesmo que isso seja contra a vontade da família.

E dentre os reis da música clássica... Mozart

Eu sei que você já pegou a dica, se falamos de Strauss, agora somos forçados a falar de Mozart, ou em seu nome completo: Wolfgang Amadeus Mozart

Digamos que ele demonstrou seu dom ao mundo desde os 5 anos. E compôs as músicas que você provavelmente já ouviu em algum lugar.

Rua Mozart

Como a Eine Kleine Nachtmusik aí ao lado.

É só apertar o play.

E além da música, a máquina de costurar

Josef Madersperger (outro austríaco) foi o criador da máquina de costurar. Sua grande contribuição foi conseguir desenvolver uma máquina que imitasse a rotação das mãos de uma costureira. Infelizmente ele não conseguiu dinheiro para montar uma fábrica. Mas fica aí para a posteridade a sua engenhosidade.

Máquina de costurar

Um dia muito louco

Como já deve ter ficado claro, a Áustria é um bom lugar para você assistir a um conserto de música clássica. Você escolhe um dos palácios (sim, eu disse palácios e não apenas teatros). E aprecia as composições no mais fiel ao seu original, com um som perfeito enquanto toma um espumante. E sim, nós fizemos isso. Infelizmente não foi permitido gravar durante as apresentações. Mesmo assim trouxe algumas fotos de lá.

E após sairmos do concerto fomos direto ao parque de diversões com bate-bate montanha-russa e muita diversão. E eu me lembro que no Parque de Diversões estava tocando a famosa música de Michel Teló. “Nossa, nossa, assim você me mata, ai se eu te pego…” Foi muito surreal isso, você acaba de sair de um concerto, com obras de Mozart, Strauss, Beethoven e ouve Michel Teló. Nada contra, mas mostra bem o contraste do dia.

E isso nem foi tudo, como iríamos para um palácio, nos vestimos o melhor que pudemos. E estávamos em um grupo que decidiu de última hora ir ao parque de diversões. E fomos com a roupa “mais elegante que um turista consegue ter”. As pessoas do local ficaram esperando a gente fazer algum recital, alguma peça, alguma coisa! Mas nós só estávamos ali curtindo nossas últimas horas juntos, pois no dia seguinte era dia de começar a voltar para casa. E Nós realmente aproveitamos essa viagem.

E é isso a Áustria revolucionou o mundo, desde o movimento para salvar vidas, passando por um ditador, criando muita cultura musical, trazendo a primeira máquina de costura e nos dando tanta diversão. Parabéns Austríacos vocês são demais!

Ufa, vou ficando por aqui, até a próxima!

AFRICA ASIA EUROPE NORTHAMERICA OCEANIA SOUTHAMERICA

História

Rômulo Lucena Visualizar tudo →

Compartilhar experiências de viagens, trazer um bocado de cultura e história para você poder fazer sua viagem mais tranquilo.
A gente faz a primeira viagem e você vem com a gente.

Deixe aqui seu comentário

%d blogueiros gostam disto: