Como foi prometido em um post anterior a próxima vez que eu fosse falar sobre Paris traria algumas dicas aqui para vocês. (O post em que faço essa promessa é este aqui)

Bom então é hora de cumprir a promessa vamos lá.

A primeira coisa que você deve fazer é definir seu ponto de partida e destino. Isso quer dizer saber onde fica o seu hotel e qual ponto turístico você quer visitar.

A segunda coisa que você vai precisar é saber usar o metrô de Paris. Ele é um dos mais antigos da Europa, mesmo assim é muito bom e bastante útil para se deslocar entre os pontos turísticos da Cidade.

O Metrô

Uma observação relevante é que ele é dividido em zonas concêntricas. Isto quer dizer que se você imaginar as zonas em círculos terá a Zona 1 no círculo menor, a Zona 2, com o mesmo centro da 1 em um círculo maior, a zona 3 em outro maior ainda, a Zona 4 e por fim a zona 5 que é a mais distante do centro. (Veja a linha dos círculos das zonas abaixo)

mapParis

O Metrô é tão seu amigo que para visitar a parte turística da cidade, você usará mais a zona 1, 2 e 3. Nelas estão concentradas as atrações como: Torre Eiffel, Arco do Triunfo, Notre Dame, Saint Chapel, Montmartre, Sacré-Coer e o Museu do Louvre. Aliás o Museu do Louvre é no centro de Paris, bem perto da Notre Dame.

Dito isso, é hora de comprar os tickets do metrô.

Guarde essa informação das zonas em círculos. Sabendo que ele é feito por zonas em círculos que vão aumentando de tamanho é possível decidir qual ticket comprar. eles são vendidos por zonas (tickets da zona 1, zona 2, etc.) E por tipo de viagem.

Importante frisar que ZONAS são DIFERENTES de LINHAS. assim, temos 5 zonas e 16 linhas do metrô que passam por estas Zonas. Na verdade as linhas são de 1 a 14, tendo somadas a 3 bis e a 7 bis. Isso quer dizer que temos as linhas:

1, 2, 3, 3 bis, 4, 5, 6, 7, 7bis, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14.

Tipos de Viagem:

Aqui temos tanta variedade que fica mais difícil a decisão e causa uma certa confusão.

Temos desde um ticket, “single ride” que é valido até 1h:30 min depois da primeira validação, com todas as integrações possíveis dentro da mesma zona. combo de 10 tickets (single ride), com desconto, até ticket para “visitar Paris” válido por 5 dias, passando também pela opção de válido por 24 horas.

E toda essa variedade comprada separada pelas zonas 1, 2, 3, 4, 5.

Obviamente cada opção tem o seu preço.

Dica:

Se você vai se hospedar no centro de Paris compre um combo de 10 tickets para a zona 1. Com eles você poderá visitar a maioria dos pontos turísticos e voltar para casa sem ter de se preocupar com essa grande variedades de tickets. E sai mais barato do que comprar o dia inteiro.

Essa dica vale para rodar os lugares mais turísticos dentro da zona 1. Cada bilhete vale por até 1 hora e 30 minutos após passar na primeira catraca. E neste tempo a integração em qualquer metrô é válida sem descontar nada por isso. E dentro deste tempo você consegue chegar ao destino facilmente, mesmo que erre o caminho e precisa mudar o sentido depois de já ter embarcado.

IMG_20190411_182942314

Na primeira viagem à Paris isso foi meio difícil de entender da primeira vez, mas a gente acaba pegando o jeito, e com mais umas duas ou três vezes você estará craque nisso. Até porque nas estações do metrô há sinalização do sentido do metrô. (A última estação da linha é o sentido) e da cor da linha. Dentro dos vagões há também um mapinha com as estações isso facilita você saber se está indo no sentido correto. Caso esteja no sentido errado, desça, mude o sentido sem sair da estação e vá na direção certa.

Mapa dentro do vagão.
Metrô indicação interna.

Outro detalhe:

Se você optar pelo ticket de 24 horas é preciso preencher o seu nome e último nome na máquina que fornece os tickets. por quê? Para evitar que outra pessoa use o seu ticket de 24 horas.

Ticket

(Este ticket é um exemplo de ticket diário que passa nas zonas 1 e 2).

Importantíssimo: Guarde o seu ticket de metrô até o destino final. A razão disso é que infelizmente há muitas catracas de validação que só abrem o bloqueio de vidro após você passar o ticket. Tanto no início, quanto em uma integração, algumas vezes até no final, na saída. (Aliás saída se chama sortie, se quiser sair da estação por ter chegado ao destino procure a placa de sortie. E boa sorte!).

Dica extra: Se você está com malas grandes o metrô pode não ser a melhor opção para você. Motivo? Ele é cheio de escadas, a acessibilidade passou longe no projeto. E uma mala grande pode te incomodar e incomodar todo mundo no trajeto. Lembre-se Paris é uma cidade grande e bem movimentada, várias pessoas usam o metrô. A Dica aqui seria ir de ônibus, uber, táxi do aeroporto até o hotel e usar uma mochila pequena nos deslocamentos dentro do metrô. Agora, se você como eu só viaja de bagagem de mão, não haverá muito transtorno. Apenas terá de levantar e baixar a mala em todas as escadas, mas pelo menos não vai atrapalhar a vida das pessoas. E dá para passar fácil nas catracas.

Ufa, para mais informações sobre como usar o metrô de Paris deixo o link aqui:

https://parisbytrain.com/how-to-use-paris-metro-tickets/

Além do metrô

Bom, agora quer saber a melhor maneira de visitar Paris de verdade mesmo?

É a pé!

Isso mesmo, a cidade é tão bonita e tem tanta coisa que você pode se deslocar a pé na ida. e voltar de metrô quando estiver mais cansado.

Aliás estas são as duas melhores maneiras de percorrer Paris.

Se acordou animado e mais disposto vá a pé. Se durante o caminho conseguiu ver seu próximo ponto turístico, vá a pé. Se faz um solzinho bonito, vá a pé. Se o destino é pertinho vá a pé.

Winston Churchill
Até o Winston Churchill te diz para ir a pé.

Isso porque como disse num poste anterior, Paris é como uma galeria de arte a céu aberto. Tem esculturas, chafarizes, monumentos, parques, fachadas dos prédios, tudo é muito lindo de se ver. E o metrô é subterrâneo, aí se você só andar de metrô poderá estar perdendo uma boa parte do passeio. Por isso o expresso canelinha (as pernas) é o melhor jeito de conhecer e aproveitar a cidade.

Deixe o metrô para:

  • Quando o destino estiver longe e você estiver cansado.
  • Quando estiver chovendo.
  • Quando estiver um frio de cortar as orelhas.
  • Quando não souber o rumo para onde ir.
  • Quando quiser voltar para o apartamento para descansar.

E quanto tempo você deve reservar para conhecer a cidade?

Creio que o mínimo necessário seja de 4 a 5 dias, afinal a cidade tem muito a oferecer.

É possível fazer em menos tempo? Sim, é, mas aí você precisará ter um pouco mais de fôlego. E pode ser muita correria.

Espero que tenham gostado!

(Para se inscrever e receber os novos posts por e-mail basta acessar abaixo. e se conectar pelo Facebook, Google, ou cadastrar o e-mail. É rapidinho.

Até a próxima. 😎

 

Anúncios